terça-feira, 1 de dezembro de 2015

No Alvo, de Thomas Bernhard

«MÃE: Muito interessante
Você escreve embora saiba
com isso que não pode mudar a sociedade
ESCRITOR: Sim
Nenhum escritor alguma vez
modificou a sociedade
MÃE: Isso está provado
ESCRITOR: Isso está provado
Nós apenas temos provas para o fracasso
dos escritores
Todos os escritores falharam
Houve sempre apenas escritores falhados
MÃE: E Shakespeare
ESCRITOR: Shakespeare também
mas eu disse todos
partem todos do princípio
de que falham
quando têm algum valor
Só os estúpidos os medíocres
nunca pensaram nisso
Pensar em falhar
é o pensamento essencial
MÃE (para a filha): Isto é tudo muito absurdo
não achas
Está tudo em aberto e tudo falha
porque tem de falhar»

No Alvo, de Thomas Bernhard
(trad. Anabela Mendes)

Sem comentários:

Enviar um comentário