sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Malagueta, Perus e Bacanaço


Acabamos o ano em grande com um novo título da Colecção Sabiá:




ISBN: 978-972-795-394-9, 17,50€, 220 pp..

Livro de estreia em que João Antônio, aos 26 anos, se viu imediatamente apontado pela crítica como sucessor da tradição fundada por Mário de Andrade e Antônio de Alcântara Machado, na qual a literatura e a capital paulistana são indissociáveis. Os contos de abertura equilibram com maestria a emotividade de histórias simples e uma notável ausência de sentimentalismo. Os últimos instauram aquele que seria um dos temas primordiais da obra do escritor: o mundo da "sinuca" e da malandragem, com seus tipos, sua ética, sua estética, por meio de uma estilização brilhante da linguagem oral. 

João Antônio nasceu em 27 de Janeiro de 1937 e foi encontrado morto em sua casa no dia 1º de Maio de 1996. Escreveu sobre prostitutas, cafetões, porteiros e malandros, emprestando a profundidade da filosofia e da teoria literária aos tipos marginais e os abandonados pela vida que povoam suas histórias. Malagueta, Perus e Bacanaço, que conta a história de três malandros paulistas, seu primeiro livro, ganhou dois Prêmios Jabuti e foi traduzido para oito idiomas.

No volume 15 do Curso Breve de Literatura Brasileira, de nossa edição, publicámos a antologia organizada e apresentada por Alcir Pécora, intitulada "Lembranças do Presente. O conto contemporâneo". Nesta antologia foram incluídos os contos de João Antônio "Joãozinho da Babilónia" e "Maria de Jesus de Souza (Perfume de gardênia)".


Esperamos por si na nossa livraria, na Rua Nova da Trindade 24 em Lisboa, de segunda a sexta das 10h às 18h.

Aproveitamos a ocasião para lhe desejar Boas Festas!!!

A equipa da Cotovia.

Sem comentários:

Enviar um comentário