quarta-feira, 15 de junho de 2011

"Bénédicte vê o mar" de Laura Erber






Laura Erber, escritora e artista visual brasileira, disponibiliza aos leitores do Blog da Cotovia o seu novo livro: “Bénédicte vê o mar”, publicado pela Editora da Casa e dedicado à poeta e tradutora Bénédicte Houart. A graphic poetry traz desenhos feitos “a dedo” no Ipad, e conjuga-os a um poema que conta a história de Bénédicte a partir do momento em que ela decide trancar-se no porão de uma marmoraria para escrever.

“Acredito na ideia de literatura (ou de poesia) como lugar de mediação (não de fusão), uma espécie de dobradiça em que vários materiais confluem, mas não chegam a se fundir. E este livro intensifica meu interesse por momentos embrionários, por processos criativos, acho que Bénédicte tenta captar isso, e procura entender por que muitas vezes se perde no momento em que algo ganha sua forma final. O poema e os desenhos falam dessa turbulência criativa. Todo mundo tem um porão de marmoraria onde se tranca para que algo possa acontecer, mesmo que seja a rua ou o cosmos inteiro”, afirma Laura.

2 comentários:

  1. eia ! sus ! up la ho ! laura de frente pro mar ! um plano seqüência de tirar o folego !

    ResponderEliminar
  2. essa moça, nao tem igual!
    tudo que ela poe a mao, transforma em delicadezas.

    ResponderEliminar